quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Vinhos e azeites


Tantas coisas para serem faladas, mas a primeira é sem dúvida uma curiosidade pouco conhecida.
O vinho e o azeite, junto com a farinha, são um dos poucos alimentos inalterados há milênios.
Desde seus surgimentos até os dias de hoje, são usadas as mesmas técnicas de produção e plantação, sendo ajudadas nesse ciclo de uma forma externa, somente pelas máquinas.
A combinação desses três alimentos é fantástica.
Quem nunca se deliciou com uma massa ao dente, regada com um fio de azeite e uma taça de vinho de acompanhamento, deve fazer isso o mais rápido possível. É um dos prazeres da vida gastronômica, apreciado há tanto tempo pelos povos do mediterrâneo.
Sempre que possível tento fazer uma combinação entre vinhos e azeites.
E para isso, vale uma regra de ouro. Para um prato leve de sabor suave, um azeite frutado e pouco apimentado e um vinho suave que remeta a flores.
Para um prato com mais ‘corpo’ e sabores mais atenuados, um azeite mais apimentado e acido e o vinho mais forte e frutado.
Lembrar dessas regras é básico na hora de uma boa harmonia.
Suave com suave, e forte com forte.
Laura Reinas