segunda-feira, 13 de julho de 2009

Turquia,e o azeite cultural.




País que chama a atenção por sua ‘ocidentalização’ e beleza natural com uma paisagem singular e combinações de influências culturais diversas, além de praias paradisíacas e nascentes dos rios Tigre e Eufrates.

É um país de antiga tradição oléica: primeiro os bizantinos, e depois os seljúcidas e otomanos os grandes protetores da oliva e divulgadores de seu consumo. Por isso não é coincidência que o país com maior história na Bacia Mediterrânea, seja também um dos mais importantes na produção e consumo.

O país é um grande importador para países como Japão, Federação Russa e diversos países da América. E países como Itália e Espanha também compram muito de seus produtos, para serem misturados em seus países e vendidos como azeites ‘tipo espanhol’ e ‘tipo italiano’.

Muito importante também por ser usado também em um tipo de luta tradicional do país, chamada de yagli gures (literalmente ‘luta azeitada’, como tradução),existente à mais de 4 mil anos, e são realizadas em junho-julho na cidade histórica de Edirne ou Adrianópolis. Essa luta tem um fundo religioso/espiritual, por isso, num gesto de demonstração de equilíbrio e respeito mútuo, os lutadores besuntam o corpo com o óleo para demonstrar harmonia entre a matéria e o espírito.

Laura Reinas